Parcela Surpresa

Pela insularidade que nos une e porque a pele é apenas papel de embrulho. porque todos somos iguais!… Nascemos da mesma forma e morremos da mesma forma. Ao nascer soltamos o grito da chega e na partida soltamos o suspiro da despedida.
 

Nasci do nada mas fui semente da vida, semeei ternura colhi amizade, reguei a paixão e podei a maldade,
Sou artesão de palavra no burilar das emoções, sou lapidador de sonhos no mar das sensações.
 

A solidariedade que me corre nas veias é meu berço de melancolia... Sou apenas uma ilha deserta e tenho um oceano a meus pés.

Junte-se a nós, e revele a grandeza do seu coração... a "PARCELA" que existe em si !!!

 -  Parcela Surpresa Associação

 -  Parcela Surpresa Associação

"A Parcela Surpresa - Associação de solidariedade social, vem por este meio agradecer o inestimável afeto ao Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe e Embaixada de São Tomé e Príncipe em Lisboa, que tem vindo a demonstrar grande apreço a esta Associação."

É com elevada estima e consideração que deixamos igualmente o nosso muito obrigado.

 


Dr. Hermansson Maquengo, Chefe do Setor Social da Embaixada de São Tomé e Principe em Lisboa,

Dr. Alziro Ferreira, Presidente da Associação Parcela Surpresa,

 

"A verdadeira Solidariedade da Parcela começa onde não se espera, nada em Troca..."

 

 -  Parcela Surpresa Associação

 -  Parcela Surpresa Associação

O auxilio àqueles que mais precisam é uma missão que abraço de coração desde muito jovem. Mitigar o sofrimento do nosso semelhante, salvar vidas, foi algo que aprendi muito cedo. Partilhar um pouco de nós, do nosso tempo, um simples sorriso, um abraço a estas crianças, significa para elas um forte insentivo para acreditarem que é possível vencer. Nem tudo está perdido, é apenas um novo começo. 

Parcela Surpresa-Associação de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, no Apoio aos Doentes Evacuados de São Tomé e Principe, sediada em Loures, com a finalidade de colaborar com os mais desfavorecidos. Desenvolvemos todo o esforço para atender às necessidades e dificuldades sociais dos doentes vindo de junta medica à Portugal, tendo como meta sempre a dignidade da pessoa. Melhorando a sua qualidade de vida.